Abrinq: Alagoas é 5º do Nordeste em pobreza infantil

   (Crédito: Piauí Hoje)

Em pesquisa divulgada pela fundação Abrinq na ultima  terça-feira, 25, Alagoas apareceu como o quinto estado nordestino com maior índice de pobreza infantil, ficando atrás apenas da Bahia, Ceará e Maranhão e Pernambuco. De acordo com o Estudo, 530.429 pessoas com idades entre 0 e 14 anos vivem em famílias com renda de até meio salário mínimo, número que equivale a 66% dessas crianças no Estado.

A situação fica ainda mais crítica quando Alagoas aparece novamente no 4º lugar do Nordeste, mas desta vez, as crianças de 0 a 14 anos vivem em situação de pobreza extrema.  São 227.788 vivendo em famílias com renda de até um quarto do salário mínimo.

De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), e a Comissão Econômica da América Latina e do Caribe (Cepal), a pobreza infantil pode ocasionar danos irreparáveis ao pleno desenvolvimento de crianças e adolescentes.

GOVERNO BUSCA SOLUÇÕES

O TNH1 ouviu o governo do Estado sobre os números da Abrinq. A superintendente de Assistência Social da Seads, Elis Correia, afirmou que vai buscar uma solução assim que possível. “Vou me encontrar com o Presidente do conselho Estadual e tentar marcar uma reunião extraordinária para discutir o tema”, disse ela.


TNH1