Subscribe Us


 

Hospital do Alto Sertão recupera todos os pacientes na 1ª semana de funcionamento

Localizado em Delmiro Gouveia, equipamento foi inaugurado no dia 21 de junho e conta com 60 leitos, sendo 50 clínicos e 10 de UTI



Inaugurado no último dia 21 de junho, exclusivamente para tratar os sertanejos acometidos pela Covid-19, o Hospital Regional do Alto Sertão (HRAS), em Delmiro Gouveia, registrou, na primeira semana de funcionamento, a recuperação de 100% dos pacientes internos. Dados do Núcleo de Estatística Hospitalar apontam que os seis pacientes assistidos conseguiram vencer o novo coronavírus, após receberem assistência especializada, eficiente e humanizada.


Dotado de 60 leitos, sendo 10 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 50 Clínicos, o HRAS atendeu três homens e três mulheres nos últimos sete dias. O primeiro paciente a receber alta médica foi Abidiel Bandeira Gomes, que saiu da unidade na segunda-feira (28) e deixou sua assinatura na Árvore da Vida, onde estão registrados os nomes dos sertanejos que foram recuperados da Covid-19.

Na sequência, Diclei Lima de Almeida, retornou ao convívio familiar na terça-feira (29) e, na quarta (30), último dia do mês de junho, Maria Auxiliadora Conceição Dias, Maria Estevão de Araújo Gomes, Gabriela Larissa de Barros Dias e José Robson Oliveira de Araújo também receberam alta médica. Sertanejos que, graças à nova unidade hospitalar, não precisaram migrar para Arapiraca, Santana do Ipanema ou, inclusive, Maceió, com o intuito de receberem assistência especializada contra a Covid-19. Usuários que integram os mais de 160 mil moradores do Alto Sertão e que passaram a ter como referência o HRAS para o tratamento da Covid-19.


“Com a abertura do Hospital Regional do Alto Sertão, os moradores de Delmiro Gouveia, Piranhas, Inhapi, Canapi, Água Branca, Olho D’Água do Casado, Mata Grande e Pariconha têm assistência especializada na região onde residem, caso sejam infectados pelo novo coronavírus e precisem de hospitalização”, ressaltou o diretor da unidade, Jamil Cordeiro.


Regionalização – Para o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, o Hospital Regional do Alto Sertão representa um marco para a saúde pública em Alagoas. Isso porque, segundo o gestor da saúde estadual, a entrega da unidade é mais uma etapa do Programa de Regionalização da Saúde, projeto em 2015 pelo Governo de Alagoas.

“Os sertanejos, assim como os moradores do Litoral Norte e da Zona da Mata, passaram a contar com um hospital moderno e a garantia de que dispõem de assistência especializada na região onde residem. Com o HRAS, o Programa de Regionalização da Saúde, que já conta com os Hospitais Regionais do Norte, em Porto Calvo e da Mata, em União dos Palmares, fica mais próximo de ser concluído, uma vez que ainda iremos entregar o Regional do Médio Sertão, em Palmeira dos Índios”, ressaltou Ayres.

Após a pandemia – O Hospital Regional do Alto Sertão, que recebeu investimentos da ordem de R$ 35 milhões, terá o seu atendimento ampliado após a pandemia da Covid-19. De acordo com o projeto original, a unidade terá 153 leitos e irá oferecer os serviços de ortopedia, nefrologia, cardiologia, urologia, cirurgia geral e obstetrícia, além de exames por imagem. Para isso, serão disponibilizados exames de tomografia computadorizada, ultrassonografia, ecocardiograma, eletrocardiograma e raios-x, com uma capacidade de realizar 7.763 consultas e 7 mil exames de diagnóstico por mês.

Postar um comentário

0 Comentários